ACESSOS
141935

 
 
    < Voltar  

18/05/2022 12:00:57


O INFERNO ASTRAL DA AMAZONAS ENERGIA

 
       Compartilhe esta matéria em sua linha do tempo!

Nelson Brelaz

Imagem: divulgação

A concessionária de energia, Amazonas Energia está vivendo o pior “inferno astral” desde as sua inserção no mercado de geração e distribuição de energia elétrica.

Além do descrédito junto a população a empresa ainda enfrenta uma CPI, o PROCON, o IPEM e um rosário de multas por conta da sua má prestação de serviços.

A multa aplicada pelo PROCON foi de R$ 2,5 milhões, aplicada por causa do apagão que aconteceu em Tabatinga, justamente no dia em que a CPI da Energia estava no município para ouvir as reclamações contra a empresa.

Da parte do IPEM, foram identificados 36 medidores digitais que cobravam a mais nas faturas fod consumidores, aumentando para 57 o número de aparelhos irregulares, e aí mais uma multa.

A CPI presidida pelo deputado Sinésio Campos, enviou a empresa uma serie de questionamentos para serem respondidos pelo diretor-presidente da Amazonas Energia, Márcio Pereira Zimmermann, que tem até o final desta semana para responder.

As dívidas são muito altas

Desde o início da entrada em operação a Amazonas Energia tem se mostrado uma empresa problemática, mesmo depois de privatizada.

As dívidas da concessionária com a Eletronorte chega a casa r de R$ 7,1 bilhões, sendo R$ 547 milhões de dívida vencida e não paga e R$ 218 milhões em multas.

Já existem conversas de bastidores que apontam para uma possível devolução da Amazonas Energia para a Eletrobras, mas já foi descartada essa possibilidade. A Eletrobras não quer saber de mais problemas.

 

 

Comaprtilhe esta matéria em sua linha do tempo!
Comentário:
      Comentário:
      E-mail:
      Senha:
                           Cadastrar-se para comentar
  Comentários de usuários cadastrados »

Não há comentários nesta matéria. Seja o primeiro a comentar, cadrastre-se!