ACESSOS
93656

 
 
    < Voltar  

06/05/2020 12:48:48


SÓ AGORA O PREFEITO DE NHAMUNDÁ ESTÁ FAZENDO COTAÇAO DE PREÇOS DE RESPIRADORES

 
       Compartilhe esta matéria em sua linha do tempo!

Nelson Brelaz.

Imagem: arquivo

Foi preciso acontecer a primeira morte pela Covid-19 em Nhamundá para que o Prefeito Nenê Machado e sua equipe começassem a se preocupar com a doença.

Nenê Machado esnobou a doença e não deu a devida atenção a algo muito sério como o coronavirus. 

Mesmo tendo recebido ajuda do governo federal nenhum médico foi contratado para atuar no Município, no combate a doença, ao contrário, por exemplo, do Prefeito de Parintins Bi Garcia que está usando toda ajuda financeira para combater a doença, e até já contratou cinco médicos recém-formado pela Universidade Federal do Amazonas.

Se desde o dia 13 de Março quando foi notificado no Amazonas o primeiro caso, o Prefeito de Nhamundá tivesse feitos com os demais que deram atenção à doença e mesmo com poucos recursos deram inicio ao combate, talvez o senhor Adilson Lopes, mais conhecido por Corocoró ainda estivesse entre os vivos.

Ontem 5 de maio, o Prefeito Nenê Machado, usando a emissora de rádio local disse que somente agora está fazendo cotação de preços de respiradores mecânicos, e afirmou “Eu tenho proposta de R$ 90 mil, de respirador. São empresas de São Paulo. Você tem que pagar, esperar mais uns 15 a 20 dias para chegar no município e se esses respiradores não chegarem?”

Respirador chegou depois da morte

O caso do senhor Adilson Lopes, mais conhecido por Corocoró mostra claramente a falta de compromisso do Prefeito para com a população de seus Município.

Como não há respirador no Hospital Pedro Macedo, e nem sala exclusiva para atendimento de coronavirus, o atendimento a senhor Adilson Lopes, mais conhecido por Corocoró, foi feito na base do improviso e dedicação dos enfermeiros que pediram socorro ao Prefeito Bi Garcia para emprestar um aparelho respirador para tentar salva o paciente, com a maior boa vontade o Prefeito Bi Garcia, disponibilizou um respirador para a unidade hospitalar de Nhamundá, porém o pedido foi feito muito tarde para uma situação que requeria atendimento de urgência,

Adilson Lopes, mais conhecido por Corocoró faleceu 22h20 de segunda feira e o funcionário conhecido por “Barata”, só conseguiu chegar a Nhamundá com o respirador às 23, quando o paciente já havia falecido.

 

 

 

 

 

Comaprtilhe esta matéria em sua linha do tempo!
Comentário:
      Comentário:
      E-mail:
      Senha:
                           Cadastrar-se para comentar
  Comentários de usuários cadastrados »

Não há comentários nesta matéria. Seja o primeiro a comentar, cadrastre-se!