ACESSOS
82563

 
 
    < Voltar  

03/04/2019 13:17:42


A BRONCA ESTÁ CADA VEZ MAIOR

 
       Compartilhe esta matéria em sua linha do tempo!

Nelson Brelaz

Imagem: divulgação 

O governador Wilson Lima e sua equipe, desde a posse, vem matando um leão a cada dia. A bronca que antes era só no programa de Tv, passou para a realidade, nua e crua, e não se trata mais de fantasia.

É problema na Saúde não resolvido pelo vice governador que acabou deixando o cargo de Secretário da SUSAM, a Segurança também parece não ter solução, e como se não bastasse, a “bronca agora é com data base”.

Primeiro os trabalhadores em educação, via Asprom e Sinteam, em pé de guerra por reajuste de 15%, com o Secretário Luiz Castro oferendo só 3,93%, alegando que o Estado não tem verba para pagar.

Hoje são os Policiais, revoltados com o não pagamento da data-base, promoções e o auxílio fardamento, não querem Saber de conversa, e já avisaram que vão à greve.

Na tentativa de acalmar as categorias, e mostrar a realidade em relação as finanças do Estado, o governo Wilson Lima através do vice governador e secretário da Casa Civil Carlos Almeida, vai receber os representantes dos trabalhadores em educação somente na sexta-feira, 05, para tratar da reposição salarial, mas já avisou que “a orientação do governador Wilson Lima é para conversamos com os servidores da educação e mostrarmos os números. Contas do Governo do Estado devem ser totalmente abertas”, disse Carlos Almeida.

O governador e seu vice, não disseram como se faz para amenizar a fome de que presta serviço ao governo, apenas com conversa e mostrando as contas do governo.

É conversa fiada

Os policiais militares, representados pela APEAM, afirmam que não abrem mão da reposição salarial de 10,67% para este mês, o que o governo não aceita.

Na última segunda-feira, dirigentes da APEAM se avistaram com o vice governador e secretário da Casa Civil, mas não houve acordo, e alguns Policias chegaram a afirmar que “é só conversa pra boi dormir”, em vista de nenhuma negociação acontecer entre servidores da educação e Policiais militares, parece mesmo que a greve será o último recurso.  

 

 

Comaprtilhe esta matéria em sua linha do tempo!
Comentário:
      Comentário:
      E-mail:
      Senha:
                           Cadastrar-se para comentar
  Comentários de usuários cadastrados »

Não há comentários nesta matéria. Seja o primeiro a comentar, cadrastre-se!