ACESSOS
71291

 
 
    < Voltar  

ENGEPRON FARÁ ESTUDOS PARA SOLUCIONAR PROBLEMA DO PORTO DE PARINTINS

 
       Compartilhe esta matéria em sua linha do tempo!

Não somente o Porto de Parintins, mas todos os portos construídos diretamente pelo Ministério dos Transportes através do DNIT no Amazonas, não funcionam corretamente.

Os portos de Tabatinga não está funcionando, o de Manaquiri está no seco, o de Parintins não permite atracação de navios de grande porte e por ai vai.

Especialista na construção de portos na região afirma que todos os portos apresentam erro de projeto porque a equipe que projetou os ancoradouros não visitou os locais onde foram construídos os portos, a fim de fazer estudos in loco.

No mês de outubro quando de sua vinda a Parintins para a instalação da SOAMAR e posse de sua primeira diretoria, o Almirante Hecth. Comandante do 9º Distrito Naval, deixou clara a sua vontade de buscar solução para o problema do porto de Parintins.

Segundo o Almirante Hecht, a Marinha dispõe de pessoal especializado para esse tipo de construção, e pode ajudar Parintins, solucionando o problema.

Hecht pediu a colaboração do presidente da SOAMAR PARINTINS, Nelson Brelaz e do Capitão Marcelo Barrios Lucio, para fazerem gestão junto a Prefeitura a fim de que o Prefeito Bi Garcia oficializasse o pedido de ajuda a Marinha, para que o processo possa ser iniciado.

Engepron já está trabalhando

O Almirante Hecht depois de receber o pedido formal da Prefeitura de Parintins, já manteve contado com a Diretoria de obras civis da Engepron, que é uma empresa da Marinha, e com os representantes da Marinha no DNIT, buscando solucionar o problema do Porto de Parintins.

O parintinense Sérgio Viana, presidente da SOAMAR MANAUS, informou que a solução existe e que custa em torno de R$ 2 milhões, mas permitirá o Porto operar com navios de até 70.000 TPB – tonelagem de porte bruto, a exemplo do que ocorre com o Porto privado da Equador, em Itacoatiara. 

Comaprtilhe esta matéria em sua linha do tempo!
Comentário:
      Comentário:
      E-mail:
      Senha:
                           Cadastrar-se para comentar
  Comentários de usuários cadastrados »

Não há comentários nesta matéria. Seja o primeiro a comentar, cadrastre-se!