ACESSOS
69277

 
 
    < Voltar  

RÁDIO COMUNITÁRIA DE NHAMUNDÁ É MULTADA POR CRIME ELEITORAL

 
       Compartilhe esta matéria em sua linha do tempo!

Nelson Brelaz

A emissora de rádio comunitária, Rádio Liberdade FM, localizada na cidade de Nhamundá, fugindo as normas legais da Justiça Eleitoral para 2017, nesta eleição suplementar, acabou sendo penalizada com multa de mais de 21 mil reais.

O que motivou a aplicação da multa pela Juíza do Pleito Ana Paula, Serizawa, foi a permissão dada pelo apresentador de um programa ao presidente do PDT, Stones Machado que durante 2 minutos e 49 segundos, para tecer comentários favoráveis ao candidato Amazonino Mendes.

Stones Machado que além de presidente do PDT, é tido pela população da cidade de Nhamundá como o dono da Rádio Liberdade FM, porém, os registros junto aos órgão competentes está em nome da Associação Comunitária e Cultural de Nhamundá. 

O pedido de multa foi feito pela coligação União pelo Amazonas, encabeçada por Eduardo Braga (PMDB), que queria multa no valor de R$ 106.410,00 (cento e seis mil quatrocentos e dez reais), porém, a Magistrada Ana Paula, Serizawa decidiu pela multa mínima.

Na decisão a magistrada se diz perplexa com a postura do veiculo de comunicação, e após exame dos áudios afirma: “após examinar detidamente a gravação, encontro-me perplexa com a conduta da representada, que pareceu esquecer-se dos deveres de isenção e imparcialidade que uma concessionária deve ter durante seu funcionamento no período eleitoral”, afirma a juíza, que decidiu pela sentença de multa.

Comaprtilhe esta matéria em sua linha do tempo!
Comentário:
      Comentário:
      E-mail:
      Senha:
                           Cadastrar-se para comentar
  Comentários de usuários cadastrados »

Não há comentários nesta matéria. Seja o primeiro a comentar, cadrastre-se!